Carregando...



Blog

Dra. Renata Mattos | Cardiopediatria

US_504-453048091_wide.jpg
08/jul/2020

Hoje é comemorado o Dia Internacional da Síndrome de Down. Data importantíssima, em que pensamos em inclusão e em aceitar as diferenças. Ainda há muito a conquistar, mas também já avançamos muito. Eles podem sim ter uma vida produtiva, independente e feliz.
Pra isso, antes de tudo é preciso que eles tenham saúde. E infelizmente a síndrome traz um pacote de problemas: imunológicos, metabólicos, gastrointestinais, etc. Especificamente, as malformações cardíacas são muito comuns – cerca de 40% dos portadores de Down nascem com alguma cardiopatia, incidência que é de apenas 1% na população geral. E as cardiopatias são a principal causa de cirurgias e internações nessas crianças.
Mas a boa notícia é que algumas dessas doenças podem ser tratadas por cateterismo, não necessitando de cirurgia. E a cirurgia, quando necessária, já tem resultados muito melhores do que no passado. O diagnóstico e acompanhamento precoce (desde o pré-natal) é importantíssimo, porque permite que a família se planeje e prepare para todo a atenção que o bebê vai precisar.
Quem convive com portadores da síndrome sabe que o coração deles transborda amor. Se estiver bem cuidado, melhor ainda!

landscape-1486483613-doctor-heart-attack-1200x600.jpg
08/jul/2020

Criança não é um adulto pequeno. Essa frase parece banal, mas no fundo traduz o quanto a Pediatria é uma especialidade importante. A infância e a adolescência são fases da vida muito particulares e complexas, e por isso é tão importante que um pediatra acompanhe o crescimento e desenvolvimento do indivíduo.
Dentro da Pediatria, existem sub especialidades. Assim, do mesmo modo que um adulto procura o neurologista, ou o endocrinologista, a criança pode precisar do acompanhamento destes especialistas. Com a Cardiologia não é diferente. Portanto, existe o cardiologista que acompanha adultos e existe o cardiopediatra. Estes dois especialistas, de forma bem simplificada, estudam e conhecem o coração. Mas na prática suas atuações são bem distintas.
A cada 100 bebês que nascem, 1 tem algum tipo de malformação cardíaca, que pode ser muito grave, com risco de morte se não tratada nas primeiras horas de vida. O cardiopediatra é o especialista que consegue diagnosticar e indicar o tratamento dessas doenças. Esse diagnóstico pode inclusive ser feito durante a gravidez, através de um exame denominado ecocardiograma fetal. Nestes casos o cardiopediatra poderá auxiliar o obstetra no planejamento do parto. Quando a cardiopatia não é tão grave, o melhor momento e a melhor estratégia de tratamento também são determinados pelo cardiopediatra.
No caso das crianças que nascem com o coração normal, ocasionalmente o pediatra pode ter alguma dúvida quanto ao exame cardíaco, auscultando algum sopro ou percebendo alguma taquicardia. Nestes casos, o cardiopediatra deve ser consultado para se certificar que está tudo bem.
Quando crianças e adolescentes praticam alguma atividade física, principalmente se competitiva, o cardiopediatra deve fazer uma avaliação, com um exame físico detalhado, eletrocardiograma e ecocardiograma. Estes cuidados possibilitam excluir qualquer condição cardíaca que poderia ser desencadeada pelo esforço físico.
Em suma, o cardiopediatra cuida dos corações dos pequenos, desde a barriga da mãe até o fim da adolescência.

red-hearts-wallpaper-1200x849.jpg
08/jul/2020

Hoje o dia dos Namorados é comemorado em vários países. E com a profusão de coraçõezinhos espalhados por aí, nada mais justo que lembrar também dos corações não tão perfeitinhos. Por isso, nestes países, hoje também é o dia de conscientização da cardiopatia congênita.
E por que esse dia? Bem, se você não é médico e nunca teve nenhum familiar com esse problema, é possível que você nem saiba o que é cardiopatia congênita. Mas a cada 100 bebês que nascem, 1 tem cardiopatia; ou seja, nasce com algum defeito no coração. E isso pode ser uma ameaça à vida do bebê, logo nas primeiras horas de vida. Por isso a conscientização é tão importante; só assim conseguimos fazer o diagnóstico precoce e oferecer o melhor tratamento possível pra estes coraçõezinhos.

Copyright 2017. Todos os direitos reservados.